Pesquisadores encontram drogas que podem frear Alzheimer

 


Pesquisadores do mal de Alzheimer estão mais otimistas quanto à chegada de um tratamento efetivo para a doença. Novas drogas experimentais das empresas Eli Lylly e Biogen se mostraram promissoras em reduzir a progressão da doença que afeta o cérebro e atraíram a atenção de investidores e pacientes. Os medicamentos estão em fases iniciais de desenvolvimento e podem vir a ser ineficazes, assim como 123 drogas anteriores. Entretanto, pesquisadores que participarão da Conferência Internacional da Associação de Alzheimer (CIAA), que começa neste sábado (18), nos Estados Unidos, possuem entendimento melhor sobre como e quando intervir com remédios. "O chavão constante, que tem se repetido desde sempre, é: 'Uau, estamos a cinco anos de um tratamento realmente efetivo'", disse Steven Ferris, que dirige o programa de testes clínicos sobre a doença, no Centro Médico Langone, da Universidade de Nova York. Há mais de 40 anos envolvido com os testes, Ferris acrescentou que "eexistem muitas coisas em andamento que são bastante promissoras". As drogas da Lilly e Biogen bloqueiam a beta-amilóide, proteína que causa placas cerebrais tóxicas características da doença mental progressiva.

Fonte: BBC World

Enquete

Um ano como prefeito, você considera o Crivella o pior prefeito que o Rio já teve até hoje?

SIM 954 83%
NÃO 200 17%

Total de votos: 1154

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!