Os oligarcas de Davos têm razão para temer o mundo que eles construíram. Eles temem ' a ameaça capitalista ao capitalismo'


A escalada da desigualdade é o trabalho de uma elite global que vai resistir a todos os desafios aos seus interesses pessoais   

  Foto:REMY STEINEGGER/REUTERS

Até mesmo o  presidente-executivo da Unilever está  preocupado com a "ameaça capitalista ao capitalismo"
Os bilionários e oligarcas corporativos reunidos em Davos, esta semana, estão ficando preocupados com a desigualdade. É  difícil de engolir que os senhores de um sistema que criou  o mais vasto abismo econômico global na história da humanidade estejam lamentando  sobre as conseqüências de suas próprias ações.
Mesmo os arquitetos da ordem econômica internacional em crise, estão começando a ver os perigos. Não é apenas o megainvestidor George Soros, que gosta de descrever a si mesmo como um "traidor de classe'. Paul Polman, presidente-executivo da Unilever, inquieta-se sobre a "ameaça capitalista ao capitalismo". Christine Lagarde, diretora-gerente do FMI, teme que o capitalismo pode  estar plantando a "sementes de sua própria destruição"  e avisa que algo precisa ser feito.
A escalada da crise tem sido  denunciada  por meio da  Oxfam. Hoje, apenas 80 pessoas  têm a mesma riqueza líquida de 3,5 bilhões de pessoas - metade de toda a população mundial.  Com as tendências atuais, o 1% mais rico terá embolsado mais do que os outros 99% juntos no próximo ano. Nos Estados Unidos ,1%  vem  quadruplicando sua participação na renda desde a década de 1980. Enquanto isso na  África, o número de pessoas vivendo com menos de US $ 2 por dia dobrou desde 1981.
Na maior parte do mundo, a participação do trabalho na renda nacional caiu de forma contínua e os salários estagnaram ao abrigo do presente regime de privatização, desregulamentação e baixos impostos sobre os ricos. Ao mesmo tempo, o financiamento tem  colocado  riquezas do setor  público nas mãos de uma pequena minoria. Agora se acumulam evidências de que  tal apropriação da riqueza não é só um ultraje moral e social, mas está alimentando os conflitos sociais,  guerras, migrações em massa,degradação do meio ambiente, aumento da pobreza   e corrupção política.A escalada da desigualdade também tem sido um fator crucial na crise econômica dos últimos sete anos.

Leia mais em: www.theguardian.com/commentisfree/2015/jan/22/davos-oligarchs-fear-inequality-global-elite-resist?CMP=fb_gu

Enquete

Você acha que Michel Temer é corrupto e que deve ser cassado?

Sim 490 96%
Não 21 4%

Total de votos: 511

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!